São Paulo, 25 de fevereiro de 2021
Home / Notícias / Falta de informação está entre as principais reclamações de quem se vê em uma condição permanente de saúde

Notícias

Falta de informação está entre as principais reclamações de quem se vê em uma condição permanente de saúde

15/02/2021

divulgação

Atualmente, a falta de informação e o desconhecimento de como lidar com um novo cenário é uma das principais reclamações de quem se depara com uma condição permanente de saúde como é o caso de cadeirantes e estomizados. Pessoas que se encontram nessas condições passam por grandes alterações físicas, psicológicas e até mesmo sociais, e saber como se cuidar é uma das formas mais eficazes de minimizar os impactos negativos.

 

Um dos fatores que precisa ser trabalhado junto a esses usuários é o reaprendizado de cuidados íntimos. Para os cadeirantes, a não realização do cateterismo intermitente, por exemplo, pode acarretar o aumento do risco de infecções urinárias em até 57%. Outras dúvidas frequentes dizem respeito à alimentação, principalmente relacionada a ingestão hídrica. Além disso, a realização do cateterismo fora de casa também levanta diversos questionamentos, tendo em vista que a maioria dos locais ainda não é acessível para esse grupo.

 

Já para os estomizados, as dúvidas mais frequentes giram em torno dos cuidados diários: como higienizar o equipamento, recortar corretamente a base adesiva e frequência de troca. Não receber as informações corretas a respeito desses cuidados pode gerar complicações de pele decorrentes de vazamentos, comuns em 61% dos usuários. Outros questionamentos muito levantados giram em torno de alimentação e atividades físicas.

 

Tendo em vista este cenário e reconhecendo a importância de atender as necessidades dos usuários de seus produtos, a Coloplast promove visitas em casa feitas por enfermeiros de campo através do programa Coloplast Ativa, programa educacional complementar às orientações que os pacientes recebem de médicos e enfermeiros, oferecendo suporte pessoal personalizado. Além da realização de treinamentos a respeito do uso do produto, são disponibilizados temas e conteúdos inspiradores para os mais diferentes estilos de vida. Uma semana após a visita da enfermeira, é realizado um novo contato para o recolhimento de feedbacks e esclarecimentos de dúvidas restantes.

 

Neste momento, também é de extrema importância o suporte emocional, pois quando o usuário se depara com essa nova condição, sente-se sozinho e até mesmo revoltado, justamente por não entender a fundo o que está passando. Levar informações sobre este momento auxilia no empoderamento do usuário, e o conhecimento do auto cuidado melhora sua aceitação. Por isso, além de receber os cuidados gerais, o usuário deve também ser integrado ao compartilhamento de outras histórias e experiências.

 

Para participar do programa Ativa, basta entrar em contato através do telefone 0800 285 8687 de segunda a sexta feira, das 8 às 20h.



Fonte: divulgação | Portal da Enfermagem

Comentários

O portal da Enfermagem não faz a moderação dos comentários sobre suas matérias, esse Espaço tem a finalidade de permitir a liberdade de expressão dos seus leitores, portanto, os comentários não refletem a opinião dos gestores. Apesar disso, reservamo-nos o direito de excluir palavras de baixo calão, eventualmente postadas.

Nenhum comentário enviado, seja o primeiro. Participe!