São Paulo, 16 de dezembro de 2019
Home / Gestão e Assitência / Protocolos

Protocolos


Administração de Dieta Enteral Infantil
Colaboração: Sérgio Luz
Número do Protocolo: 148
03/03/2010
A A A

 

Finalidades:

- Fornecer suporte nutricional através do trato gastrointestinal.

 

Material Necessário:

- Dieta prescrita rotulada, 01 equipo para dieta enteral, 01 seringa de 20ml,  gaze estéril, 01 par de luvas de procedimento, 01 bandeja, 01 estestoscópio, 01 suporte de soro.

 

Pré - Execução:

- Conferir prescrição médica com a identificação da dieta a ser administrada (volume, leito, cliente,dieta, horário e data);

- Lavar as mãos;

- Reunir material necessário e colocar em bandeja;

- Checar a temperatura da dieta (temperatura ambiente) e homogeneização;

- Adaptar o equipo ao frasco de dieta e preenchê – lo;

- Encaminhar o suporte de soro ao leito/ quarto do cliente.

 

Execução:

- Identificar-se para o cliente e/ou acompanhante;

- Confirmar o nome e o leito do cliente;

- Orientar o cliente e/ou acompanhante quanto ao procedimento.

- Posicionar o suporte de soro próximo a cabeceira do leito;

- Instalar a dieta equipada no suporte de soro;

- Manter o cliente confortável em decúbito ventral ou lateral esquerdo;

- Elevar o decúbito do cliente 30º a 45º ;

- Calçar luvas de procedimento;

- Retirar protetor da sonda; dobrá-la para fechar, conectar uma seringa com 05 a 20 cc de ar, injetar o ar enquanto ausculta o borbulhar do mesmo com um estetoscópio na área epigástrica;

- Aspirar resíduos com o auxílio da seringa, caso o resíduo seja superior ao volume da dieta anterior administrada, comunicar ao enfermeiro e aguardar orientações;

- Conectar o equipo à sonda e abrir a pinça;

- Controlar o gotejamento da dieta conforme solicitação médica;

- Manter o cliente confortável, com a campainha ao seu alcance e o ambiente organizado;

- Lavar a sonda enteral e o equipo da dieta com água em frasco seguindo a prescrição médica ao término de cada administração de dieta;

- Supervisionar e avaliar, continuamente, o procedimento durante sua realização.

 

Pós - Execução:

- Desprezar o material utilizado em local pré-determinado;

- Realizar higienização da bandeja com álcool a 70%;

- Lavar as maõs;

- Checar prescrição médica;

- Realizar anotação do volume administrado no impresso de Planejamento Assistencial;

- Realizar anotação de enfermagem, caso de intercorrências.

 

Avaliação                                                                                        

- Ganho de peso com resposta ao suporte nutricional oferecido.

 

Riscos / Tomada de Decisão:

- Broncoaspiração: elevar o decúbito, realizar aspiração de vias aéreas superiores, comunicar ao médico;

- Refluxo: manter decúbito elevado, realizar higiene oral;

- Diarréia e distenção abdominal: diminuir volume e velocidade da infusão, comunicar ao médico






Voltar   |   Imprimir   |   Indicar por e-mail